Gestão de Projetos na prática

O termo Gestão de Projetos ainda pode assustar quem deseja se aprofundar mais nas metodologias, ferramentas, práticas e técnicas envolvidas na jornada de se entregar um produto ou serviço ao cliente.

De forma direta, Gestão de Projetos é justamente a aplicação de metodologias, ferramentas e técnicas que tem como objetivo entregar valor para o cliente.

Vale ressaltar que aqui, o cliente pode assumir várias formas, desde efetivamente alguém ou alguma empresa que demande um produto seu ou de sua empresa até mesmo um departamento que demande uma entrega de sua equipe.

Afinal, de onde surgem os projetos?

Os projetos podem surgir de várias fontes, desde necessidades ou problemas diversos que precisam de um serviço para atendê-los, passando por estratégias corporativas que, a partir de uma análise de oportunidade, geram um produto novo no mercado, até uma solução inovadora para problemas diários.

Projetos também podem frequentemente surgir da combinação desses fatores anteriormente citados ou, ainda, ser oriundo de uma simples necessidade de negócios.

Conceitos principais, aplicados no dia-a-dia

A partir de agora vamos trabalhar alguns conceitos importantes do mundo da Gestão de Projetos de forma bem direta e simples. Entendemos que uma vez assimilados estes conceitos, seja possível visualizar sua aplicação em diversos momentos de nosso cotidiano. Tenha em mente que a principal finalidade de um projeto é entregar um produto e serviço com as caraterísticas solicitadas pelo seu cliente. Assim, entender bem e principamente traduzir as necessidades do cliente em um conjunto de entregas de valor é de suma importância.

Projetos, Programa e Portfólio

De acordo com o Instituto de Gerenciamento de Projetos (Project Management Institute –  PMI), uma das maiores associações de profissionais de gerenciamento de projetos do mundo, um projeto é um conjunto de atividades temporárias, realizadas por um grupo de pessoas, destinadas a produzir um produto, um serviço ou resultados únicos.

Um projeto é temporário, pois tem início e fim definidos e, consequentemente, com escopo e recursos planejados (todos temporários).

Um projeto é único por não fazer parte da rotina da empresa, mas sim ter um conjunto singular de operações que visam o atingimento de um objetivo, os projetos são sempre único, na definição do PMI. Esta sigularidade permite que várias pessoas de diferentes departamentos, filiais e até empresas posam trabalhar juntas durante o período em que o projeto está em operação.

Projeto então é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado único. Impulsionam mudanças nas organizações, levando-a de um estado a outro para atingir um objetivo específico.

Um Programa é definido como um grupo de projetos e atividades de programa relacionados, gerenciados de modo coordenado visando a obtenção de benefícios que não estariam disponíveis se eles fossem gerenciados individualmente.

Um Portfólio é definido como projetos, programas e operações gerenciados em grupo para alcançar objetivos estratégicos da organização.

Gerenciamento do Projeto

A Gestão de Projetos contempla a adoção de conhecimentos, técnicas e ferramentas organizadas com o objetivo de aumentar a taxa de sucesso dos projetos de uma organização. O grande desafio é encontrar o melhor conjunto destes três elementos, de acordo com a cultura organizacional. Cada implantação de práticas de gestão é única e deve levar em contas as particularidades de seus projetos. Preditivo, ágil, hibrido? Conheça como a NetProject pode te ajudar

Vantagens do Gerenciamento de Projetos

  • Aumentar o número de projetos finalizados dentro do prazo e custo
  • Entender melhor como a gestão de projetos está na empresa
  • Aumentar a capacitação da equipe em boas práticas de gestão
  • Fazer com que a equipe saiba como elaborar um bom cronograma
  • Aumentar o comprometimento da equipe no preenchimento de artefatos de processo
  • Ter uma visão integrada de todos os projetos em andamento na organização
  • Implantar práticas híbridas de gestão (com apoio de software)
  • Obter apoio da alta administração para o PMO
  • Aumentar o engajamento/participação da equipe na Metodologia proposta
  • Implantar uma abordagem híbrida de gestão de projetos

Ciclo de Vida de Projetos

Seu projeto passa por muitas mudanças nos objetivos e entregas, ou já tem, desde o começo, um conjunto limitado e bem definido destas entregas? Precisa de entregas frequentes? Quando a mudança e a incerteza de requisitos estão presentes, melhor adotar abordagens ágeis. Em caso contrário, abordagens preditivas são até mais indicadas. Isso mesmo, caso você já tenha uma boa noção das entregas do projeto e estas sofram poucas mudanças, não é nada de outro mundo assumir que um Ciclo de Vida preditivo pode te ajudar mais que um ágil.

O Project Management Institute apresenta uma forma interessante para avaliar os Ciclos de Vida, no Agile Practice Guide.

Para saber mais, confira este nosso artigo sobre o impacto do Ciclo de Vida de Projetos na definição de Ferramentas para a Gestão Híbrida de Projetos.

O Guia PMBOK

O Project Management Body of Knowledge, ou Corpo de Conhecimento em Gestão de Projetos, ou simplesmente PMBOK é uma publicação do Project Management Institute, ou PMI, que consolida melhores práticas mundialmente aceitas sobre Gestão de Projetos.

O Guia PMBOK não é um roteiro para ser seguido a risca e etapa a etapa. Você precisa ir além, já que o Guia deixa claro que os conhecimentos e as práticas da administração de projetos não podem nem devem ser aplicados de maneira uniforme a todos os projetos, ou seja, os projetos são singulares. Cada equipe é responsável pela decisão de escolher o que seja mais apropriado para seus planos.

Para saber mais, confira este nosso artigo sobre o Guia PMBOK.

Quer saber mais sobre Gestão de Projetos na Prática? Confira a palestra de nosso Diretor, Hayala Curto, realizada no Circuito de Palestras do Programa Itabira Digital.

Sobre Hayala Curto

Sobre o Colunista: Hayala Curto, CEO da NetProject. Mestre em Informática e graduado em Ciência da Computação pela PUC-MG. MBA em Gerência de Projetos e MBA em Gestão Empresarial pela FGV.
Tem mais de 20 anos de experiência profissional, coordenando projetos de TI e implantando Escritórios de Projetos em clientes de diversos portes e segmentos. Participou da abertura de 3 empresas. A primeira faliu, a segunda foi vendida e atualmente trabalha como CEO na terceira.
É certificado PMP desde 2005, PMI-SP e PMI-RMP, pelo PMI. Também é certificado IPMA-C, Prince2 e CSM. Apaixonado por Gerenciamento de Projetos, atua como docente na área, em cursos de pós-graduação/MBA, desde 2009.

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.