Calcule o Índice de Conformidade de Cronograma do seu projeto!


O Índice de Conformidade do cronograma identifica o grau de aderência de seu cronograma às melhores práticas de gestão descritas no guia Practice Standard for Scheduling, do PMI, Project Management Institute.  Este guia oferece instruções para elaboração com qualidade e acompanhamento eficaz de um cronograma. Para o PMI, a qualidade do cronograma e o gerenciamento do tempo são fatores críticos de sucesso ou fracasso para qualquer projeto.
Practice Standard for Schedulling
Gerentes de Projeto são responsáveis pelo gerenciamento de uma grande quantidade de cronogramas e linhas de tempo, por esta razão foi produzido este guia sistemático, descrevendo características de uma metodologia sólida para entregar um cronograma eficaz, bem como o fornecimento de meios quantificáveis para avaliar a maturidade do processo de elaboração do cronograma.
O Practice Standard for Scheduling é um complemento do Guia PMBOK®, seu principal objetivo é transformar e estender as informações contidas no Guia PMBOK® , especificamente a seção de Gerenciamento do Tempo, em um processo mensurável de elaboração de um cronograma de qualidade.
O Conformance Score Index é dividido em quatro grupos de componentes, a saber:
  • CRC (Core Required Components): Componentes obrigatórios, que devem estar presentes em qualquer cronograma.
  • RRC (Resource Required Components):  Componentes relacionados à gestão de recursos, caso opte por estabelecer uma carga de recursos no cronograma.
  • ERC (EVM Required Components): Componentes de Valor Agregado, devem estar presentes caso adote a Gestão de Valor Agregado em no cronograma.
  • KRC (Risk Required Components): Componentes de Risco, que devem estar presentes caso faça a vinculação da Gestão de Riscos do Projeto ao cronograma.
  • Optional: Componentes opcionais de gerenciamento.
Ao total, temos 103 componentes, assim distribuídos:
  • CRC: 36
  • RRC: 11
  • ERC: 9
  • KRC: 7
  • Optional: 40

 

2

Durante o cálculo do índice de conformidade, é importante definir se o cronograma será avaliado usando as componentes de recursos, valor agregado e riscos. Veja alguns exemplos:
  • Se não utilizo nenhum dos componentes extras (recursos, eva, riscos, opcionais), o cálculo de conformidade é feito sobre os 36 itens obrigatórios. Caso cumpra apenas 18 dos 36 itens, meu Índice de Conformidade é de 50%
  • Se utilizo apenas o componente extra de recursos, o cálculo de conformidade é feito sobre os 36 itens obrigatórios mais os 11 de gestão de recursos. Caso cumpra apenas 30 dos 47 itens, meu Índice de Conformidade é de aproximadamente 64%
  • Se utilizo todos os componentes extras, o cálculo de conformidade é feito sobre os 103 itens. Caso cumpra apenas 60 destes, meu Índice de Conformidade é de aproximadamente 58%
Pelo histórico recente de atrasos em projetos no Brasil, seria importante avaliar se seu cronograma está de acordo com as melhores práticas propostas para o PMI. Por isso, desenvolvemos uma ferramenta que permite avaliar o Índice de Conformidade de qualquer cronograma no formato mpp, que é o padrão do Microsoft Project.
Faça uma avaliação do seu cronograma NESTE LINK
Atenção: Sabemos que o cronograma é uma peça importante de seu projeto. Prezamos pela sua segurança e sigilo das informações do mesmo. Todo o processo de avaliação é automatizado, em nenhum momento temos interferência humana no mesmo. Também eliminamos qualquer referência ao cronograma e o próprio arquivo que foi enviado, de nossas bases.

 


 

Sobre Hayala Curto

Sobre o Colunista: Hayala Curto, CEO da Seed e idealizador do software NetProject. Principal acionista da empresa, Hayala é Mestre em Informática e graduado em Ciência da Computação pela PUC-MG. MBA em Gerência de Projetos e MBA em Gestão Empresarial pela FGV.
Tem mais de 15 anos de experiência profissional, coordenando projetos de TI e implantando Escritórios de Projetos em clientes de diversos portes e segmentos. Participou da abertura de 3 empresas. A primeira faliu, a segunda foi vendida e atualmente trabalha como CEO na terceira.
É certificado PMP desde 2005, PMI-SP e PMI-RMP, pelo PMI. Também é certificado IPMA-C, Prince2 e CSM. Apaixonado por Gerenciamento de Projetos, atua como docente na área, em cursos de pós-graduação/MBA, desde 2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *