Gestão de projetos, competência obrigatória

Quem sonha em ser um gerente de projetos quando criança? Embora dificilmente tenhamos encontrado em nossas vidas alguém que desde cedo almejasse uma profissionalização em gestão de projetos, essa é uma das competências mais valorizadas no mercado de trabalho na atualidade, e todas as empresas necessitam, em determinados momentos ou com maior frequência, de profissionais capacitamos a atuar na gestão de projetos.

Isso faz com que a gestão de projetos acabe se tornando uma competência obrigatória nas empresas de hoje. Aquelas que não tiverem profissionais de projetos em seus quadros, invariavelmente irão utilizar serviços que os envolvam.

Desenvolver competências em gestão de projetos é, portanto, uma forma de se diferenciar, do ponto de vista dos profissionais, e de agregar valor às equipes, do ponto de vista das empresas. Portanto, os colaboradores não só devem ser estimulados a se qualificar na área, como as empresas devem se preocupar em oferecer um ambiente favorável ao fortalecimento da cultura de gestão de projetos.

Certificação

A certificação é sempre um caminho para a qualificação dos profissionais. O preparo necessário à conquista de um certificado permite que a pessoa desenvolva competências e se profissionalize no assunto.

Quando falamos em gestão de projetos, muitas certificações se apresentam como alternativas, de acordo com a ênfase de atuação pretendida. Mas nenhuma se destaca tanto e é tão adequada à tantas indústrias como a certificação PMP (Project Management Professional) do PMI (Project Management Institute).

Calcada nas melhores práticas em gerenciamento de projetos estabelecidas no guia PMBoK (Project Management Body of Knowledge), a certificação PMP é a mais amplamente reconhecida e que estabelece um profissional como estando apto a atuar em projetos de forma geral. O PMBoK não é uma metodologia, mas suas práticas podem ser adaptadas em metodologias específicas.

Ferramentas

O guia PMBoK define dezenas de processos utilizados no gerenciamento de projetos. Para todos esses processos, é possível utilizar técnicas e ferramentas específicas para auxiliar na obtenção dos melhores resultados possíveis.

A utilização de ferramentas adequadas, no contexto das empresas, complementa o estímulo ao desenvolvimento de competências em gestão de projetos, permitindo a profissionalização das atividades e obtenção de melhores resultados. Também contribuem para uma maior produtividade nos processos de gerenciamento de projetos, permitindo que os profissionais alcancem um maior nível de conhecimento e experiência em um menor período de tempo.

Algumas ferramentas contemplam a grande maioria dos processos estabelecidos no PMBoK, facilitando inclusive o desenvolvimento ou utilização de metodologias específicas que sejam concebidas em alinhamento às práticas delineadas pelo guia. É muito importante que as empresas busquem sempre as melhores e mais completas ferramentas, que deem oportunidade aos gerentes de projetos de trabalharem com os recursos mais apropriados às suas necessidades.

Benefícios

Os benefícios do desenvolvimento de competências em gestão de projetos são colhidos de forma conjunta tanto pelos profissionais quanto pelas empresas que os estimulam. Para que esses benefícios sejam maximizados, deve-se primar por um ambiente favorável, e a disponibilização de ferramentas adequadas é uma das formas mais eficazes de se proporcionar isso.

A otimização do trabalho de gerenciamento de projetos alcançada com a utilização de uma solução adequada permite que as empresas agilizem seus processos e consolidem uma cultura mais orientada a projetos. Os resultados se percebem tanto no desempenho dos projetos como na profissionalização dos gerentes.

Como sua empresa proporciona um ambiente de maior produtividade a seus gerentes de projetos? Compartilhe suas necessidades e experiências conosco por meio dos comentários.

Sobre Hayala Curto

Sobre o Colunista: Hayala Curto, CEO da NetProject. Mestre em Informática e graduado em Ciência da Computação pela PUC-MG. MBA em Gerência de Projetos e MBA em Gestão Empresarial pela FGV.
Tem mais de 20 anos de experiência profissional, coordenando projetos de TI e implantando Escritórios de Projetos em clientes de diversos portes e segmentos. Participou da abertura de 3 empresas. A primeira faliu, a segunda foi vendida e atualmente trabalha como CEO na terceira.
É certificado PMP desde 2005, PMI-SP e PMI-RMP, pelo PMI. Também é certificado IPMA-C, Prince2 e CSM. Apaixonado por Gerenciamento de Projetos, atua como docente na área, em cursos de pós-graduação/MBA, desde 2009.

Deixe um comentário