O cronograma na construção civil

O sucesso de um projeto é determinado pela entrega do resultado, com a qualidade esperado e dentro do orçamento planejado. Mas também por outro aspecto: o cumprimento do prazo esperado, de acordo com o cronograma estabelecido.

O gerenciamento do tempo é uma das áreas de conhecimento preconizadas pelo PMBoK (Project Management Body of Knowledge), o guia de melhores práticas de gestão de projetos publicado pelo PMI (Project Management Institute). Assim como o escopo, o custo e a qualidade, é uma das condicionantes do sucesso de um projeto.

Concluir um projeto dentro do prazo, aliás, pode ser um dos fatores mais importantes do projeto. As obras para as Olímpiadas, por exemplo, se entregues em 2017, pouca serventia terão ao seu propósito original, determinando o completo fracasso do projeto mesmo que seja entregue de acordo com o planejado, com boa qualidade e dentro do orçamento.

É por esse motivo que o cronograma tem grande importância na construção civil. Embora o exemplo das Olímpiadas seja um tanto específico e até mesmo extremo, representa com clareza a importância de que uma obra seja concluída dentro do tempo planejado, sob o risco de comprometer a oportunidade que motivou a execução do projeto.

Planejando e controlando os prazos

O planejamento do tempo em um projeto é de grande importância para o resultado da entrega final, e deve ser meticulosamente planejado e controlado durante a fase de execução. Para isso, contar com ferramentas adequadas e que funcionem como facilitadoras tanto do planejamento quanto do controle é a forma mais fácil de se obter o sucesso na gestão dos prazos.

O próprio cronograma, como normalmente o conhecemos, é uma das principais ferramentas utilizadas no gerenciamento do tempo em um projeto. Quando construído e mantido com o auxílio de um software, a produtividade no planejamento e no controle dos prazos percebe melhora significativa.

Ferramentas modernas

Não só o clássico gráfico de Gantt dá conta de todas as tarefas de gestão de tempo hoje em dia. Com a popularização das metodologias de desenvolvimento ágil, ferramentas como o Kanban vêm se tornando mais comuns, e a disponibilidade de recursos para sua utilização em sistemas de gestão de projetos se tornam altamente desejáveis.

Veja a seguir algumas das ferramentas que contribuem muito para um bom planejamento e gerenciamento dos prazos:

  • Identificação de atividades
  • Sequenciamento de atividades
  • Diagrama de Rede
  • Alocação de recursos materiais e humanos
  • Cálculo do caminho crítico
  • Gráfico de Gantt do projeto
  • Controle de atrasos
  • Quadro Kanban do Projeto
  • Quadro Kanban do Usuário

A possibilidade de contar não só com um Kanban do projeto, mas também com um específico para o usuário, que mostre suas atividades nos múltiplos projetos em que possa estar envolvido, é um grande diferencial. Com essa possibilidade, tanto o gerente do projeto como os integrantes da equipe passam a contar com uma visualização das atividades relevantes para si, fazendo com que os diversos projetos se beneficiem em termos de cronograma.

Cabe lembrar que, embora o Kanban seja uma ferramenta muito utilizada em projetos de desenvolvimento de software utilizando metodologias ágeis, ela foi originalmente concebida para auxiliar em ambientes produtivos, sendo parte do Sistema Toyota de Produção. Por esse motivo, se encaixa muito bem em projetos da área de construção civil, que lidam com uma lógica produtiva similar a de uma indústria.

Seus projetos de construção obedecem aos prazos? Que ferramentas de gerenciamento do tempo você utiliza, e quais você entende que podem auxiliar em seus projetos? Compartilhe conosco, deixando um comentário a seguir! E se tiver dúvidas, não deixe de esclarecê-las!

Sobre admin

Sobre o Colunista: Hayala Curto, CEO da Seed e idealizador do software NetProject. Principal acionista da empresa, Hayala é Mestre em Informática e graduado em Ciência da Computação pela PUC-MG. MBA em Gerência de Projetos e MBA em Gestão Empresarial pela FGV.
Tem mais de 15 anos de experiência profissional, coordenando projetos de TI e implantando Escritórios de Projetos em clientes de diversos portes e segmentos. Participou da abertura de 3 empresas. A primeira faliu, a segunda foi vendida e atualmente trabalha como CEO na terceira.
É certificado PMP desde 2005, PMI-SP e PMI-RMP, pelo PMI. Também é certificado IPMA-C, Prince2 e CSM. Apaixonado por Gerenciamento de Projetos, atua como docente na área, em cursos de pós-graduação/MBA, desde 2009. Atualmente é Coordenador de Cursos de Graduação da Faculdade COTEMIG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *