Gerenciando os projetos de micro e pequenas empresas

Gerenciando os projetos de micro e pequenas empresas

Seja pela necessidade, por um sonho, por identificar aquela oportunidade única ou ainda pelo espírito aventureiro, abrir o próprio negócio pode ser a solução para quem deseja lucrar, inovar e impactar a sociedade. Segundo a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor realizada em 2015, quatro de cada dez brasileiros adultos (entre 18 e 64 anos) são empreendedores em estágio de criação ou manutenção de algum negócio. Isso quer dizer uma taxa de empreendedorismo de 39,3% – o maior índice dos últimos 14 anos.

Os pequenos empreendimentos são responsáveis por 52% dos empregos com carteira assinada no Brasil e por 27% do PIB (Produto Interno Bruto), segundo uma pesquisa do Sebrae divulgada em 2015. Apesar de dados otimistas, essas empresas sofrem e enfrentam o cenário econômico brasileiro, que apresenta retração desde o último trimestre de 2014.

A primeira edição do Termômetro Conta Azul, realizado em fevereiro de 2016 com 1.250 micro e pequenos empresários, aponta que 15,5% dos entrevistados teme fechar as portas diante a crise econômica. A pesquisa revela ainda que 53,1% demitiram funcionários em 2015, 59,7% recorreram a crédito nos últimos dois anos e 81,8% usaram o financiamento para capital de giro.

Se tantos brasileiros sonham em ter a própria empresa, a realidade bate na porta e mostra que o dia a dia do mercado não é tão fácil assim. Para sobreviver e ainda conquistar destaque no mercado, os pequenos negócios precisam atuar com excelência em suas operações. Para isso, o Gerenciamento de Projetos torna-se um fator de competitividade e contribui para a conquista de resultados duradouros.

As micro e pequenas empresas apresentam quadros de recursos limitados, seja financeiro, de infraestrutura ou no que diz respeito à equipe. Aproveitando o fluxo reduzido de processos, a gestão estratégica deve criar um ambiente de controle das operações, de decisões ágeis e de prevenção de riscos.

Uma nova cultura

Inicialmente, a empresa precisa implementar a cultura do Gerenciamento de Projetos. Todo o fluxo de trabalho deve ser estabelecido e acompanhado de forma contínua através de status. Prazos e metas devem ser projeções traçadas em uma concepção real e não apenas na idealização dos empreendedores. Dessa forma, a definição e controle do escopo dos projetos cria um ambiente corporativo fluído e diminui a necessidade de retrabalho.

Os colaboradores precisam estar afinados às práticas de Gestão de Projetos, compreendendo sua importância para a organização, para a equipe e, inclusive, para a melhoria do desempenho individual, conferindo agilidade e assertividade. Também é necessário apresentar as funções de cada ferramenta e como elas atuam na rotina de trabalho e na empresa.

Usando ferramentas

Ao lidar com vários projetos, a máxima é otimizá-los através das prioridades da organização. Nesse contexto, se faz importante profissionais com visão ampla de negócios e um software de Gerenciamento de Projetos que ofereça uma metodologia eficiente eque se adeque as necessidades da MPE.

O uso das ferramentas deve se basear em questões simples: o que, quando, quem, como, quanto custa e prazos específicos. Alocar corretamente os recursos e as ferramentas necessárias, envolvendo a equipe com a conclusão dos projetos é a chave para o sucesso de um pequeno empreendimento.

Orientado ao Guia PMBOK, o NetProject é o software de Gerenciamento de Projetos da Seed Intelligence Company. Através de ferramentas de controle e monitoramento dos processos, de avaliação dos desempenhose de análise de resultados, as micro e pequenas empresas conseguem praticar a gestão de portfólio, de projeto e de trabalho de forma estratégica. Afinal, um projeto deve ser a própria solução para a empresa que o desenvolve e para o cliente que o recebe!

Quer conhecer o NetProject? Faça uma degustação gratuita e saiba como desenvolver uma gestão de projetos eficiente no seu micro e pequeno empreendimento!

Sobre admin

Sobre o Colunista: Hayala Curto, CEO da Seed e idealizador do software NetProject. Principal acionista da empresa, Hayala é Mestre em Informática e graduado em Ciência da Computação pela PUC-MG. MBA em Gerência de Projetos e MBA em Gestão Empresarial pela FGV.
Tem mais de 15 anos de experiência profissional, coordenando projetos de TI e implantando Escritórios de Projetos em clientes de diversos portes e segmentos. Participou da abertura de 3 empresas. A primeira faliu, a segunda foi vendida e atualmente trabalha como CEO na terceira.
É certificado PMP desde 2005, PMI-SP e PMI-RMP, pelo PMI. Também é certificado IPMA-C, Prince2 e CSM. Apaixonado por Gerenciamento de Projetos, atua como docente na área, em cursos de pós-graduação/MBA, desde 2009. Atualmente é Coordenador de Cursos de Graduação da Faculdade COTEMIG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *