Falando um pouco sobre PMO ágil

Provavelmente quem está lendo esse breve artigo sabe que o PMO é a sigla que usamos para definir um Escritório de Gerenciamento de Projetos. Embora o significado real não seja tão difundido, quem se interessa pelo assunto sabe que é um processo muito importante dentro das instituições, já que é uma maneira eficaz de compartilhar opinião e conhecimento. Se a sua empresa aplica o PMO, é sinal de que ela atingiu certa maturidade no que diz respeito ao gerenciamento de projeto.

Ter um PMO é um bom sinal de que uma organização chegou a certa maturidade com gerenciamento de projetos, técnica que aumenta consideravelmente as chances de sucesso projeto da empresa.

Agora inclua, métodos Ágeis nos seu PMO

O PMO ágil tem por objetivo facilitar na criação e produção de métodos para agilizar os processos da empresa. Ao contrário do que pode parecer, ele não deve funcionar como um setor burocrático. Pelo contrário.

Pode existir algum confronto na mudança do PMO tradicional (com os fluxos de processos do PMBOK) para o PMO Ágil. Mas esse último pode servir como elo e contribuir para que as empresas possam desenvolver projetos bem sucedidos. Sim, é preciso um pouco de gerenciamento de mudança, mas não é impossível. Implementando métodos ágeis a empresa já pode esperar ótimos resultados.

Para essa transição, o foco sempre será a equipe. Já que o PMO tem influência direta sobre as pessoas envolvidas. Por isso, é muito importante implantar um programa de treinamento, já que alguns conceitos serão desconhecidos para os membros da equipe. Não descarte a possibilidade de fornecer um coaching para sentar com o pessoal e dividir experiências.

O PMO serve, basicamente, para identificar hábitos ruins e construir métodos facilitadores para agilizar os processos da organização. O PMO Ágil incentiva a comunicação constante com os clientes ao longo do trabalho. Isso possibilidade detectar erros ou entraves com antecedência e corrigir o problema. Por isso, trabalhar em equipe e em sinergia tem um valor inestimável.

Algumas responsabilidades do PMO continuam em comparação com os métodos tradicionais, tais como: exigências de conformidade; gestão de novos projetos; apresentação de resultados; fornecer ferramentas; auxiliar com as métricas; padronizar o uso do scrum; processos; coordenar equipes; minimizar o desperdício.

Para que o seu PMO seja realmente ágil, ao se trabalhar com várias equipes, a chave está na forma que os gestores irão conduzir o andamento: o melhor a se fazer é focar e exaltar as similaridades das equipes e não focalizar as diferenças. Os métodos corretos de gestão, que incluem diálogo e transparência, vão permitir que os gestores conheçam os pontos fortes de cada grupo, conquistando maior índice de sucesso na execução de projetos. Enfim, nosso objetivo nesse texto é somente apresentar rapidamente o conceito do PMO Ágil e explicar suas funções e diferenças básicas em relação ao PMO. Em breve, divulgaremos um artigo mais aprofundado sobre o tema. Aguarde.

Sobre admin

Sobre o Colunista: Hayala Curto, CEO da Seed e idealizador do software NetProject. Principal acionista da empresa, Hayala é Mestre em Informática e graduado em Ciência da Computação pela PUC-MG. MBA em Gerência de Projetos e MBA em Gestão Empresarial pela FGV.
Tem mais de 15 anos de experiência profissional, coordenando projetos de TI e implantando Escritórios de Projetos em clientes de diversos portes e segmentos. Participou da abertura de 3 empresas. A primeira faliu, a segunda foi vendida e atualmente trabalha como CEO na terceira.
É certificado PMP desde 2005, PMI-SP e PMI-RMP, pelo PMI. Também é certificado IPMA-C, Prince2 e CSM. Apaixonado por Gerenciamento de Projetos, atua como docente na área, em cursos de pós-graduação/MBA, desde 2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *